Finalmente, a “Região do Contestado” no Centro-Oeste do Estado será caracterizada cientificamente como um espaço nítido no Planalto Catarinense, a partir da sua formação histórica, educacional, cultural, econômica, política e da ocupação humana nos 60 municípios das suas microrregiões homogêneas. O trabalho pluridisciplinar e interdisciplinar será desenvolvido durante os próximos dois anos pelo Prof. Dr. Nilson Thomé, através da Fundação de Amparo a Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC), tendo como instituição interveniente a Universidade do Planalto Catarinense (UNIPLAC) de Lages.

O projeto foi contemplado para receber incentivo do Estado, sendo selecionado pelo Edital Universal-FAPESC. O contrato entre a FAPESC, a UNIPLAC e o pesquisador – envolvendo o Programa de Mestrado em Educação da UNIPLAC – foi assinado em Lages em setembro, viabilizando de pronto o início da pesquisa, conforme o Termo de Outorga expedido.

A investigação proposta objetiva caracterizar a Região do Contestado como uma parcela específica do território estadual, integrando o Planalto Catarinense, organizado modernamente de forma gradativa a partir de 1917, depois do desaparecimento da condição de espaço livre e da Guerra do Contestado (1913-1916), atribuindo-lhe uma história comum e oferendo-lhe uma visão globalizada da atualidade.

O trabalho alcançará a base territorial dos 60 municípios do Centro-Oeste Catarinense, propiciando uma visão geral e macro-abrangente desta região, decompondo as estruturas fincadas em estudos segmentados de caracterizações individualizadas, das jurisdições das Secretarias de Estado de Desenvovimento Regional (de Curitibanos, Caçador, Canoinhas, Videira, Joçaba, Campos Novos, Concórdia, Lages e Mafra) e das associações microrregionais de municípios. O universo desta pesquisa coincide em parte com a área geográfica do recente pleito para a criação da Região Metropolitana do Contestado.

A pesquisa estará orientada para a coleta, catalogação, análise e interpretação de dados estatísticos e de informações qualitativas sobre as histórias, a educação e a culturas, políticas, fatos sociais e a economia das unidades municipais, viabilizando a montagem e a estruturação de um único contexto documental científico, narrativo e interpretativo da região estudada, aqui, maximizada.

Para o prof. Nilson Thomé, esta sua obra objetiva especificamente: estabelecer os mais importantes eventos de valor histórico-culturais do desenvolvimento do Centro-Oeste do Estado de Santa Catarina; eleger os marcos caracterizadores da cultura e da história dos 60 municípios que compõem a Região do Contestado; levantar os perfis históricos das populações municipais desde a criação de cada um dos municípios da Região do Contestado; apresentar um estudo da evolução dos indicadores sociais dos municípios deste território; interpretar as mudanças, as alterações, no quadro educacional e de desenvolvimento social, político, econômico e cultural e, finalmente, apresentar a realidade atual de cada município e de cada uma das microrregiões que integram o Contestado.

_______________

Lages, 29 set. 2011.