1ª  edição: ISBN 978-85-909605-1-5. Caçador / Pinheiro Preto: Município, 2009. 66 p.

2ª  edição: ISBN 978-85-909605-2-2. Caçador: Clube de Autores, 2009. 72 p.

Este livro, editado com apoio cultural do Governo do Estado de Santa Catarina, contém a narrativa histórica do primeiro assalto a um trem pagador da História do Brasil, no caso, da Brazil Railway Company, pelo empreiteiro Zeca Vacariano, no dia 24 de outubro de 1909, nas proximidades do túnel de Pinheiro Preto, perfurado à margem esquerda do Rio do Peixe, junto ao traçado da linha permanente da Estrada de Ferro São Paulo-Rio Grande – EFSPRG, a hoje conhecida como “Ferrovia do Contestado”. O crime resultou em duas mortes e roubo de 375 contos de réis, destinado ao pagamento de 4.000 trabalhadores.

A obra também destaca a construção do primeiro e único túnel desta estrada de ferro naquele tempo, agora convertido em patrimônio histórico-cultural e ponto de atração turística do Município de Pinheiro Preto, em Santa Catarina. Há um capítulo que resume os trabalhos da construção desta ferrovia do Sindicato Farquhar, que rasgou o Espaço Livre do Contestado, no Sul do Brasil, no início do século XX, constituindo um dos fatores da deflagração da Guerra do Contestado (1913-1916).