Anualmente no mês de setembro a Região Escoteira de Santa Catarina realiza o Congresso Regional, juntamente com a Reunião Ordinária da Assembléia Regional, momentos dos mais importantes para o escotismo catarinense, com a presença de representantes dos 87 Grupos Escoteiros do Estado.
A Sessão Solene da Assembléia Regional é considerada o momento de gala do Escotismo Catarinense, com a entrega de distinções e honrarias, com a presença de autoridades e homenageados, numa note inesquecível e de muita emoção.
Neste sentido, a Diretoria Nacional da União dos Escoteiros do Brasil, no ano centenário do escotismo no país, aprovou por unanimidade a concessão da “Medalha de Gratidão” ao Sr. Nilson Thomé, de Caçador (SC), pelos relevantes serviços prestados ao povo catarinense.
Fundador e escoteiro noviço do Grupo Escoteiro Pindorama (que completa 50 anos em 2010), com promessa realizada em setembro de 1960, Nilson Thomé acaba de lançar mais uma publicação, agora em livro, enaltecendo o movimento escoteiro.
A sessão Solene será realizada na noite do dia 18 de setembro, no Auditório da Câmara Municipal de Caçador, quando Nilson Thomé receberá a distinção nacional.

Possivelmente até 25 de agosto de 2010, assim que receber o ISBN, as editoras e livrarias virtuais do Clube de Autores e do AGBook, disponibilizarão mais dois livros inéditos do historiador Nilson Thomé, especialista na temática “Contestado”.
Muito aguardado é “Os Gaviões do governo no céu Contestado”, em que o autor reprisará parte da obra pioneira “A Aviação Militar no Contestado – réquiem para Kirk” (de 1987) e ampliará consideravelmente o conteúdo, para consolidar na história brasileira o pioneirismo da aviação militar do Exército Brasileiro na Guerra do Contestado, ali fazendo sua primeira vítima fatal, o Tenente Ricardo Kirk, em março de 1915.
Também esperado por vários segmentos da História, será “A fragilidade das fronteiras nas terras contestadas”, obra que narrará as questões de limites, as discussões sobre fronteiras, as disputas por terras, os movimentos separatistas e as idéias emancipacionistas no Oeste do Estado de Santa Catarina e Sudoeste do Estado do Paraná, ao longo do tempo, do Século XVIII até a entrada do 3º milênio.
Com estes dois lançamentos, Nilson Thomé chegará aos seus 30º e 31º livros de destaque à História Regional do Contestado, na missão de vida de resgatar a memória do Contestado.

Na semana de 18 a 24 de julho de 2010, Nilson Thomé participou da primeira Semana Temática de História, realizada no SPA Lapinha, na cidade da Lapa (PR), ao lado dos colegas jornalistas historiadores Laurentino Gomes (autor de “1808”, que abordou a Revolução Federalista) e de Sérgio Coelho de Oliveira (de Sorocaba, especialista que enfocou o Tropeirismo), e de Dedé Ribeiro (que ligou Canudos com Contestado), todos sob a batuta do jornalista Sidnei Basile, vice-presidente do grupo editorial Abril, que referenciou in memoriam a obra do sociólogo Duglas Teixeira Monteiro.
Neste evento, Nilson Thomé discorreu sobre a Guerra do Contestado, conflito social ocorrido no Centro-Oeste de Santa Catarina (1913-1916). Além de narrar os fatos desta guerra com ilustrações, o historiador discorreu sobre seus antecedentes e precedentes, e sobre as conseqüências para a região, para o Paraná e para Santa Catarina.
A Semana Temática, que entusiasmou todos os participantes, foi encerrada com uma Mesa Redonda, que contou com a participação dos conferencistas e do economista Luiz Bresser Pereira, ex-Ministro da Fazenda (e autor do Plano Bresser), que falou sobre a ligação das rebeliões do século XIX e XX com a construção do Estado Nacional.